Metodologia para Produção de Conteúdo em Mídias Sociais
Marketing de Conteúdo

Metodologia para Produção de Conteúdo em Mídias Sociais

Não sei vocês, mas eu sempre achei, por mais que houvesse lido sobre a transpiração que rola por trás de toda criação, que é preciso talento nato para criar. Não se iluda: essa impressão é fruto do renascimento, que criou esta aura sob as obras de arte e sua confecção, ratificada pelos iluministas e da qual ainda não conseguimos nos desvencilhar. Na verdade, criação é, acima de tudo, uma questão de treino. E paciência.

Para te ajudar a criar e manter as mídias sociais do seu cliente com conteúdo interessante – e a sua criatividade tinindo! – vamos dar algumas dicas e, quem sabe, desenvolver uma metodologia de produção de conteúdo. Vamos começar pelo básico: antes de tudo, se conheça – afinal, todo mundo é criativo. Isso não quer dizer que todos somos artistas, mas temos tiradas, piadinhas, catamos uma imagem legal, bolamos o que dar de presente, vestir, decorar em casa, cozinhar… O que eu sugiro é que você aprenda como canalizar esses bons pensamentos para a sua produção e te garanto dias mais felizes! 😉

Sem mais chorumelas, vamos ao método:

Metodologia de Produção de Conteúdo

Crie uma rotina

Ao planejar as redes do seu cliente (ou empresa), quando for mostrar o que será falado nas postagens e para quem, já estipule uma quantidade de conteúdo de determinado tema a ser abordado diária ou semanalmente. Saber do que falar ajuda bastante a produzir. Outra coisa importantíssima é estabelecer um fluxo de informações sobre a empresa. Crie uma tabela para que o cliente saiba quando mandar conteúdo sobre a empresa, que ele quer ver nas redes, com antecedência. É triste a assessoria dar uma notícia antes da rede oficial da marca… Faça uma planilha quinzenal ou mensal e entregue com antecedência para aprovação (interna e/ou externa) do que se vai falar. A rotina não só ajuda a organizar os pensamentos como a forçar pensar fora da caixa. Afinal, você não vai entregar os mesmos posts da semana passada, não é mesmo? Ainda assim, se prepare para demandas extras, como memes e posts de oportunidade.

Separe por tópicos

Tem a ver com a etapa anterior, sim. Saber do que falar ajuda a criar. Por isso insisto nessa tecla. Assim, tenha sempre tabelas com datas comemorativas (junte algumas da internet com as informações na wikipédia – lá tem comemoração para cada dia do ano), aniversário do cliente, datas importantes, como aniversário da empresa ou de lançamento de algum produto ou serviço. E, se não existe ainda o dia da pechincha, crie! Invente o seu próprio período festivo e movimente as redes em torno dele. Quando começar a escrever, coloque, logo, dia, horário da postagem e sobre o que será. Veja as datas comemorativas, aniversários e vá preenchendo a sua tabela. Quando você menos esperar, aquela planilha em branco vai estar preenchida. E o desespero passa. 😛

Siga os concorrentes

Saber como os seus concorrentes diretos trabalham é fundamental, especialmente quando você vai começar um trabalho. É bom para saber o que o seu público-alvo espera, qual linguagem dá certo e qual não funciona, ter ideias do que fazer e do que não fazer. Boas ideias podem ser adaptadas, más ideias podem ser abolidas – e você pode mostrar ao seu chefe/cliente que aquela ideia dele pode ser ótima offline, mas online não cola.

Pesquise

Tenha tempo para pesquisar. Importante para manter a qualidade do que escreve, coolhunting é fundamental para uma boa produção de texto. Quando for criar suas rotinas, estabeleça, também, períodos para pesquisa. Tenha um feed e um pinterest ou pasta no computador, onde ir guardando textos e imagens interessantes. Ajuda bastante na criação de pauta. Somando o conteúdo que você vê na internet com a sua planilha de temas e um banco (feed ou planilha) de onde pesquisar texto, dicas e curiosidades, 70% do seu trabalho fica facilitado.

Faça templates

Especialmente para os posts no Facebook, tenha uma base para as suas montagens. É legal compartilhar imagens de fan pages famosinhas, mas é mais legal ainda quando as suas peças denotam uma identidade visual. Se for um e-commerce ou varejo, melhor ainda ter uma imagem de fundo pronta, em que você só trabalhe produto e chamada. Dá para fazer posts com temas, conjunto de produtos ou mostrando usos para determinados objetos. Use a criatividade e faça como no próximo tópico.

Não crie sozinho!

No final das contas, duas cabeças pensam melhor do que uma. E nestes casos, trabalhar em equipe é fundamental. Para o André Telles, o ideal é que uma equipe de Redes Sociais tenha 05 pessoas: um Planejamento, um Diretor de Arte (DA), um Produtor de Conteúdo, uma pessoa responsável apenas pela interação e relacionamento e um Monitoramento. Bom mesmo é se, quando for criar conteúdo, você leve em conta todas estas pessoas. Em alguns casos, é você mesmo quem faz tudo… Então peça ajuda a outro coleguinha, nem que seja cinco minutos no Gtalk. Ou converse com a sua irmã, mãe, namorada, melhor amigo… Troque ideias sempre! Alguém vai te dar uma luz para aquele post empacado. É sempre bom que alguém revise também, sempre tem alguma vírgula que ficou fora do lugar.

Faça um diário

Anote todas as postagens que fizeram sucesso! A ideia é de Marcel Ayres e já adotei pra vida. Existem algumas métricas para a produção de conteúdo no Facebook. Eu gosto de duas:

  1. Uma que prevê de 10 a 20% do número de fãs da página que você administra seja o número de “pessoas falando sobre“.
  2. A segunda é a regra 0,25%, 1% e 5%. Nessa, se espera que os posts da página tenham normalmente 0,25% do número de fãs interagindo (seja curtindo, comentando ou compartilhado – a curtida tem valor mais baixo e o compartilhamento mais alto). Post que geraram grande engajamento, representando um recorde, teriam 1% dos fãs engajados e posts promocionais devem mostrar 5% de interação.

Minha sugestão é que você guarde num arquivo (pode ser no Word mesmo) todos os posts que deram 1% ou 5% de engajamento – e analise bem quais os motivos pelos quais os posts em questão deram tão certo e anote junto com a ideia e imagem. Para o twitter, posts que geraram muitos RTs e Favoritos também devem ser registrados. Recorra a este diário sempre que for produzir.

E aqui está minha sugestão de metodologia de produção de conteúdo. Pronto para começar?

 

Post publicado em 08 de outubro de 2012 no Intermídias

Pós-graduada em marketing digital, trabalho no mercado há 06 anos. No momento sou responsável por monitoramento e métricas na Wide Comunicação Expandida, mas já trabalhei como produtora de conteúdo, planejamento, SAC e community manager.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *